• Não a Poluição Urbana No bairro Vista Alegre em Pedro Canário-Es
    O descarte de resíduos sólidos em local não apropriado é responsável por muitas doenças decorrentes da proliferação de vetores. Os vetores são seres vivos que servem como intermediários na propagação de algumas doenças, como é o caso do mosquito Aedes aegypti que tem a capacidade de propagar o vírus da dengue. Milhões de pessoas morrem todos os anos decorrente de doenças causadas por vetores originados de resíduos sólidos urbanos, não podemos deixar que essas doenças levem nossos amigos, parentes entro outros, por causa de nossas atitudes, temos que dar um basta nesta poluição. Precisamos lutar pela vida verde, a "Gruinvild" e esta luta começa pela erradicação da poluição por resíduos sólidos no bairro Vista Alegre. Faça parte, ajude! Socorra este bairro enquanto ainda há tempo.
    6 de 100 Assinaturas
    Criado por Gislaine Ferreira de Sousa Picture
  • Menos plástico no mundo
    porque isso além de ajudar os animais e também poder garantir vida a eles, diminuirá a poluição mundial ajudando pessoas para viver em um ambiente consciente e saudável.
    3 de 100 Assinaturas
    Criado por Vitor Emanuel
  • Veículos elétricos não são seguros para a floresta tropical.
    Embora as emissões de carros convencionais sejam terríveis para o meio ambiente e a saúde humana, os veículos elétricos são tudo menos limpos - sua produção requer uma enorme entrada de energia e matérias-primas. Cerca de 1.800 kg de metais e outros materiais são usados ​​em um carro elétrico de gama média, como o Chevrolet Bolt, que é comercializado na Europa como Vauxhall / Opel Ampera-e. A indústria automotiva européia importa quase 100% desses materiais - e uma parcela significativa deles vem de minas em países tropicais e áreas de floresta tropical. As baterias de íon de lítio, o coração dos veículos elétricos, não são exceção aqui. A bateria do Chevrolet Volt, por exemplo, pesa 440 kg, que é 10.000 vezes o peso de uma bateria de smartphone (44 gr). Além de lítio, manganês e grafite, eles contêm cerca de 10 kg de cobalto e 30 kg de níquel. No caso da mineração de níquel, a Indonésia e as Filipinas estão na vanguarda da produção global. Dois terços do cobalto do mundo vêm da República Democrática do Congo. Cobalto, cobre e níquel são extraídos ao longo de uma faixa de 800 quilômetros na floresta tropical no sul do país - sob condições de trabalho catastróficas, com salários inanimados e por dezenas de milhares de crianças trabalhadoras. No caso do ferro para a siderurgia, o Brasil é um fornecedor líder da indústria automotiva. O país também está em primeiro lugar no cobre, seguido pelo Peru e pelo Chile. As minas de corporações internacionais estão, assim, comendo as florestas tropicais para satisfazer a fome de recursos dos fabricantes de veículos elétricos "limpos". Simplesmente entupir as estradas com milhões de VEs não é a resposta para os nossos problemas atuais. Diga à UE que precisamos de um repensar fundamental das políticas relacionadas às matérias-primas e aos transportes, a fim de colocá-las em uma base ecológica.
    2 de 100 Assinaturas
    Criado por Slava Digriz Picture
  • Derrubada de Árvores no Sacomã na Rua Imoroti e esquina da Rua Alencar de Araripe, 1500
    Porque estas árvores são únicas na região e acredito que deva neste momento tão importante para o meio ambiente, a necessidade de se ter a preservação deste espaço preservando assim não apenas às árvores mais também toda a espécie presente nesta área, como por exemplo os passarinhos e seus ninhos, Gostaria de saber se há o que fazer e que prudente para evitar este transtorno e desconforto, eu já teria feito denúncias a Prefeitura e, que na ocasião se tratou de maus tratos a animais sendo cavalos ou éguas e deixados no local por estranhos e, inclusive de desconhecimento dos proprietários do terreno também e, logo um desses animais veio a óbito, assim a Prefeitura tomou parte porque eu também os acionei através do atendimento 156 e, também liguei para os proprietários do terreno. Fico na expectativa de uma possível solução e o acionamento dos entes corretos, para se possível resgatar e remover preservando estas árvores e as alocando em um novo espaço. Agradeço a atenção de todos. Marcos Lemos Lopes.
    3 de 100 Assinaturas
    Criado por Marcos Lopes Picture
  • As Três Praias precisa do Espírito Santo
    A preservação das matas do mar da fauna marinha está sendo ameaçada, o acesso das pessoas a praia já que será um condomínio privado. Asfalto e esgotos e a derrubada de matas nativas.
    10 de 100 Assinaturas
    Criado por Fabíola Cristina Peterle Lisboa
  • Queremos um Sistema Cicloviário em São João da Boa Vista!
    Políticas públicas de incentivo ao uso de transportes ativos podem trazer uma série de benefícios, como: Segurança: Com um sistema cicloviário, os ciclistas terão mais segurança durante seu deslocamento. Os modos ativos de transporte são frágeis quando comparados, em velocidade e tamanho, aos veículos motorizados; a utilização de um espaço delimitado para o modo diminui os riscos de acidentes para pessoas que utilizam meios de transportes ativos. Benefício ao comércio: Os ciclistas que passarem pelos comércios serão clientes em potencial, afinal, com baixa velocidade e sem exigência de grande espaço de estacionamento, a chance de entrar para conhecer um serviço ou um produto é maior. Saúde pública: Ao utilizar meios de transportes ativos, o cidadão abandona o sedentarismo, diminuindo riscos de problemas de saúde decorrentes dele. A realização de atividade física regular previne doenças cardíacas e AVCs, hipertensão, ajuda a controlar o diabetes, aumenta a resistência aeróbica e reduz a obesidade. Contribui com a redução da poluição, já que os transportes ativos não poluem, o que resulta na diminuição de doenças respiratórias causadas pela poluição e nos gastos com dinheiro do sistema de saúde e da população com medicamentos para tratar estas doenças. Isto é, utilizar de modos ativos de transporte significa melhora na qualidade de vida. Benefício a cidade: Bicicletas e outros modos ativos não poluem, ou seja, com a redução de transportes motores e aumento de outros meios de transporte, o ar ficará menos poluído e consequentemente, a qualidade do ar será melhor, afetando direto e positivamente o meio ambiente. Além disso, a bicicleta é um veículo silencioso, o aumento significativo de seu uso e a redução de veículos motorizados contribuirá para redução da poluição sonora da cidade. Menor custo: Vias para bicicletas tem um custo muito menor que as vias para veículos motorizados, tanto para sua construção, quanto para sua manutenção. Prioridade: Uma das diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana, que tem força de Lei Federal (Lei N°12.587/2012), coloca a bicicleta como prioridade sobre os outros veículos motorizados, onde lê-se: “prioridade dos modos de transportes não motorizados sobre os motorizados”, enquanto outra trata da utilização das vias públicas, onde diz “dedicação de espaço exclusivo nas vias públicas para os serviços de transporte público coletivo e de modos de transporte não motorizados”.
    3 de 100 Assinaturas
    Criado por Natan Batissoco Picture
  • Salve o Rio São Francisco
    O Rio precisa de Mata ciliar e de tratamento
    5 de 100 Assinaturas
    Criado por Sabrina Carmo
  • Laguna de Araruama limpa
    A Laguna fornece renda para muitos pescadores, frutos do mar para a região(camarão, tainha, carapicu, carapeba...), geração de renda através do turismo, do uso para canoagem, pedalinhos, mergulho, prática de atividade física e geração de novos talentos no esporte, espaço para geração de saúde (hidroterapia, hidroginástica, treinamento funcional...), espaço para meditação, banho de sol (vitamina D)...São infinitas as possibilidades de benefícios para a saúde, o turismo, o lazer, a economia da região!! E o Greenpeace, tenham certeza, se apaixonaria pela causa e pela Laguna. Aposta feita e lançada!!
    5 de 100 Assinaturas
    Criado por Cláudio Barros Queiroz Picture
  • Emissário Submarino nem pensar - Florianópolis/SC
    Florianópolis precisa de uma revisão imediata da sua gestão do saneamento com foco em alternativas tecnológicas sustentáveis e descentralizadas e conclusão da concepção geral do sistema de esgotamento sanitário da cidade conforme diretrizes do Plano Municipal Integrado de Saneamento Básico e Plano diretor
    4 de 100 Assinaturas
    Criado por Carlos Apollaro Picture
  • Salvem o Rio Paraiba do Sul
    O Rio Paraiba nasce no estado de Sp cruza algumas cidades de MG e desemboca no estado do RJ, é responsavel pelo abastecimento de dezenas de municipios. Media de 28 toneladas(fora as ligacoes clandestinas) de esgoto in natura vao p suas aguas diariamente a mando do proprio prefeito q deveria defende lo .
    133 de 200 Assinaturas
    Criado por Lindsey Rosa Picture
  • Fim das sacolas dos supermercados em “salvador” BA
    Primeiro porque ela mexe com o nosso bolso. Aqui em salvador, pra levar sacolinha do supermercado as vezes é preciso pagar. No geral, o custo de cada sacola fica em torno de 20 centavos. Então pensa o quanto não custa pras famílias que fazem aquelas compronas de mês? Outra questão grave são as sacolinhas verdes (e cinzas) que sempre colocam no lugar pra dizer que a empresa ( Rede de supemercados ) mudou está mais verde . Bom todos nós sabemos que de verde elas não têm nada . Ainda que sua composição seja mais de 50% de materiais biodegradáveis, o resto ainda é plástico, que no Brasil praticamente não é reciclado. Ou seja, ainda é um lixinho desnecessário. Conscientização A análise, a discussão e a divulgação de todos os argumentos prós e contras em relação ao uso de sacos plásticos é o ponto chave para gerar a conscientização ambiental. O início de uma mudança cultural e estrutural na relação do poder público, poder privado e sociedade com os resíduos, é necessária. O cidadão tem que enxergar o seu papel nessa nova cultura que está sendo proposta. Saber da sua responsabilidade e agir de forma ativa na busca por um descarte adequado dos resíduos produzidos. Só assim as normas estabelecidas a favor do meio ambiente serão colocas em ação pelas pessoas. Elas têm que se sentir parte de um processo, no caso da coleta seletiva, e não simplesmente serem privadas de usar um recurso tão comum no seu dia a dia sem maiores explicações. Todo plástico já produzido ainda existe. Eles demoram 400 anos para se decompor. Se continuarmos os consumindo de maneira irresponsável, até 2050 poderá haver mais plástico que peixes nos oceanos. .
    6 de 100 Assinaturas
    Criado por Maicon Alves fagundes Picture
  • Abelhas merecem viver
    Não queremos que o ano de 2020 seja um novo ano de recorde de agrotóxicos.Com o aumento da liberação dos agrotóxicos, também houve o aumento da morte das abelhas, fundamentais para a produção de muitos alimentos.
    6 de 100 Assinaturas
    Criado por Augusto Sousa Brito Picture