• SALVE LAGO TUCURUÍ
    A mineração na Área de Preservação Ambiental Lago de Tucuruí afeta diretamente 7 municípios - Tucuruí, Breu Branco, Goianésia do Pará, Jacundá, Nova Repartimento e Itupiranga, envolvendo comunidades tradicionais (indígenas, ribeirinhas, etc.). Além de afetar diretamente a flora e a fauna amazônica presente neste ambiente e a contaminação de corpos hídricos. É importante manter a preservação da APA, caso o PL270/2019 seja aprovado, trará impactos tanto socioambientais quanto econômicos.
    50 de 100 Assinaturas
    Criado por APA Lago Tucuruí
  • Diga não ao Desmatamento em Mussurunga II
    A mata e os animais estão sendo dizimados. Os moradores gritam por Socorro! Pedem a tomada de providências das autoridades.
    705 de 800 Assinaturas
    Criado por Abprev Brasil
  • Recicle a alma !!!
    Por todos os pontos que pontuei acima, mas sobretudo por seu caráter extremamente urgencial.
    1 de 100 Assinaturas
    Criado por Charlles Dias Carvalho
  • Demarcação de Área de Surf na Praia de Santa Terezinha Imbé/RS
    O objetivo desse abaixo-assinado é mobilizar o Município responsável pelo balneário da praia de Santa Terezinha do Litoral Norte na delimitação de área de surf entre guarita 112 a 116, bem como área de lazer e limitação de esportes aquáticos.
    225 de 300 Assinaturas
    Criado por Moisés Oliveira Forgearini
  • DEGRADAÇÃO DO ARROIO BARNABÉ
    O arroio Barnabé se localiza no Município de Gravataí. O município de Gravataí apresenta um relevo inclinado em direção ao leito do rio Gravataí, escoamento significativos até as áreas mais planas, formadoras da planície de inundação natural. A sub-bacia hidrográfica do arroio Barnabé compõe a margem direita do baixo trecho da Bacia Hidrográfica do Rio Gravataí Essa Bacia, que possui uma área aproximadamente de 2. 020 km². Integra os municípios de Santo Antônio da Patrulha, Glorinha, Gravataí, Cachoeirinha, Canoas, Porto Alegre, Alvorada e Viamão, apresentando relevante importância social, econômica, cultural, e ambiental no Estado. O rio Gravataí é um rio de planície, cujas cotas altimétricas não são superiores a 20 m. Apresenta grande variabilidade, tanto na largura, entre 8 e 20m, quanto na profundidade, tem baixa velocidade de fluxo, pouca capacidade de diluição dos poluentes e baixa depuração das cargas poluidoras.
    2 de 100 Assinaturas
    Criado por Oliveira Ferragens
  • DIGA NÃO AOS PRÉDIOS DE 7 ANDARES NA ILHA COMPRIDA (ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL)
    Garantir a participação da população e dos aspectos legais na construção do planejamento urbano do município e garantir a preservação de um importante ecossistema e toda sua biodiversidade.
    4.057 de 5.000 Assinaturas
    Criado por Rogerio Revitti
  • São Thomé, Sobradinho: Pare o agrotóxico
    Em Sobradinho desde que chegaram as primeiras plantações de batata há dois anos tivemos uma perda notável na fauna. Primeiro sumiram os sapos e agora as cobras. Se essa exploração desenfreada do solo não cessar, os animais e também as comunidades sofrerão consequências graves. Se você visitar São Thomé e for rumo Sobradinho, após passar o portal verá as duas montanhas que abraçam a estrada devastada pelo que digo.
    188 de 200 Assinaturas
    Criado por Rafael V Picture
  • Bitucas poluem e matam: Pressione os fabricantes e governos para ações urgentes!
    Precisamos cobrar ações diretamente dos governantes e dos grandes fabricantes de cigarro pela crescente preocupação com o meio ambiente por todo o mundo, visando especialmente o Brasil com as questões das crescentes queimadas e mudanças climáticas, pelas espécies e ecossistemas em risco de extinção, afinal, as bitucas de cigarros são um dos maiores poluentes mundiais e responsáveis por contaminação das águas, precipitação de incêndios nas florestas e tão pior, pela morte e extinção de espécies de aves e animais marinhos.
    6 de 100 Assinaturas
    Criado por Carla Gomes
  • Salve A Guarda Do embau
    É importante que olhem para cá e nos ajudem a combater a corrupção e parar de deixar a boiada passar!
    5 de 100 Assinaturas
    Criado por Sandra Laurindo
  • Salve o Ribeirão Baguaçu
    Desde as últimas décadas, tem-se observado que o governo e a sociedade estão unindo cada vez mais seus esforços para reverter o acelerado processo de degradação dos recursos naturais, buscando formas cada vez mais harmônicas de utilizar esses recursos. Nota-se, nos últimos anos, um aumento substancial no número de projetos de recuperação das matas ciliares, gerando também mais estudos para o conhecimento de seu funcionamento e desenvolvimento de formas mais eficientes de recuperá-las. As áreas de matas são responsáveis diretamente pela quantidade e qualidade de água dos rios. Na maioria dos casos, a simples recuperação das matas ciliares, bem como da cobertura florestal das nascentes, já é suficiente para que aumente a quantidade de água no rio e para que sua qualidade melhore sensivelmente. Mas essa é apenas umas das etapas de recuperação de um rio, devendo haver diversas outras atividades compartilhadas com órgãos públicos e sociedade civil. Este é nosso desejo, que a prefeitura reconheça esta necessidade imediata para garantir no futuro próximo que haja água limpa e saudável para todos os araçatubenses.
    169 de 200 Assinaturas
    Criado por JEAN CARLOS MACEDO
  • NÃO AO DESMATAMENTO NA ZONA SUL DE PORTO ALEGRE
    Caros amigos e amigas, vamos lutar para que juntos consigamos DERRUBAR essas licenças de desmatamentos das matas na zona sul. Vamos defender nossa fauna, nossas matas, precisamos manter esse ambiente, essas matas maravilhosas que temos aqui na zona sul de Porto Alegre.
    1.436 de 2.000 Assinaturas
    Criado por Neusa Matos
  • É hora de deixar o Haiti em paz!
    Porque o presidente não destina verbas para melhorar a infraestrutura e no cenário atual, as doenças estão piorando a situação do país
    6 de 100 Assinaturas
    Criado por Bruna Cavalcante