• SALVE EMBU DAS ARTES
    Por que dependemos da natureza, sem ela não somos nada. Já sentimos inclusive alguns efeitos, tínhamos um poço que abastecia o Ressaca, bairro próximo e que já secou. As nascentes estão sumindo e daqui a pouco não teremos mais condições de abastecer a represa e muitos perecerão com a falta de agua. Os animais já sentem tudo que esta acontecendo.
    68 de 100 Assinaturas
    Criado por Francieli Ernega
  • O Pantanal está queimando! E a culpa são dos governantes!
    Preservar a natureza é constitucional, é um dever e um direito do cidadão usufruir e conservar o Pantanal. Contudo, com esta exploração bárbara, já não existirá mais o ecossistema que via-se 5, 10 anos atrás. Até quando iremos deixar que os governantes destruam a riqueza brasileira? A maior planície alagada do mundo? Temos que fiscalizar já! Junte-se a Iniciativa Pantanal Limpo para um ecossistema mais consciente.
    118 de 200 Assinaturas
    Criado por Iniciativa Pantanal Limpo
  • NÃO À DERRUBADA DE ÁRVORES DO COMPLEXO RAPADURA
    A Praça Mauro Broco, às margens do Córrego Rapadura, faz parte do Complexo da Rapadura, um espaço com vasta flora: aroeira-salsa (Schinus molle), eucalipto (Eucalyptus sp.), figueira-benjamim (Ficus benjamina), ipê-de-el-salvador (Tabebuia rosea), jacarandá-mimoso (Jacaranda mimosifolia), jerivá (Syagrus romanzoffiana), pau-ferro (Libidibia ferrea var. leiostachya), romãzeira (Punica granatum) e sibipiruna (Poincianella pluviosa var. peltophoroides). Já foram registradas 108 espécies vasculares, das quais estão ameaçadas de extinção: cedro (Cedrela fissilis), pau-brasil (Paubrasilia echinata) e pinheiro-do-paraná (Araucaria angustifolia). Sua FAUNA é composta majoritariamente de aves, como o periquito-rico, maracanã-pequena, periquitão-maracanã, anu-branco, anu-preto, joão-de-barro, ferreirinho-relógio, guaracava-de-barriga-amarela, sabiá-laranjeira, sanhaço-do-coqueiro e cambacica. Além das aves, nas noites quentes e úmidas, o sapo-cururu pode ser avistado. Tudo isso será devastado pelo MetrôSP, sem comunicação antecipada à comunidade e sem busca por soluções inteligentes de preservação desse espaço fundamental para a comunidade e para o meio ambiente.
    386 de 400 Assinaturas
    Criado por Peterson Prates
  • Não aterre os manguezais de Aracaju-SE
    Os manguezais são um dos ecossistemas mais importantes para rios e mares. Além de apresentarem uma beleza extraordinária, são Berçários naturais de diversas espécies de animais. Os manguezais são importantes para manter os rios vivos e para nos manter vivos também. Muitas pessoas dependem da pesca de peixes e mariscos, os quais dependem dos manguezais para se reproduzir! Não deixe nosso manguezal desaparecer!
    27 de 100 Assinaturas
    Criado por Carlisson Melo Picture
  • Coração Azul
    A importância de praias mais limpas, faz com que se torne mais “seguro” ir às praias e brincar com sua família, praticar um esporte, sem se preocupar se pode machucar o pé com algum resíduo, um caco de vidro. E é de suma importância para os animais marinhos também ! Sem plásticos, tudo em prol de um mundo mais limpo.
    25 de 100 Assinaturas
    Criado por Julia Basilio
  • Protecao da Floresta Camboata
    Porque nessa area existem muitas arvores e especies em extincao como mico leao, capivaras, quatis, papagaios, jacarandas, pau brasil, lontras, e muitas arvores com mais de 500 anos!
    36 de 100 Assinaturas
    Criado por Cristina Amaral Picture
  • Proteja a Mata Atlântica em Palmácia
    A criação e/ou ampliação de uma unidade de conservação que possa abranger as áreas de Mata Atlântica em Palmácia (segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais cerca de 64% do território municipal está dentro do Bioma Mata Atlântica, enquanto apenas 0,76% do município está protegido por uma UC), possibilitará a proteção ambientais de áreas de alta beleza cênica como os Picos do Santo Cruzeiro e da Torre da Lua, o Açude da Comissão e a Pedra do Bacamarte. Além disso, possibilitará a preservação das diversas espécies da fauna e da flora, tais como: PACOTÊ (Cochlospermum vitifolium) IMBURANA-DE-CHEIRO (Commiphora leptophloeos) Orquídea Cebolete (Cohniella cebolleta) Umarizeira (Calliandra spinosa) Macambira (Bromelia laciniosa) Bromélia (Aechmea tocantina) Bromélia (Aechmea aquilega) Liana (Diplopterys lutea) Orquídea (Oeceoclades maculata) Pajeú (Triplaris gardneriana) Barriguda (Ceiba glaziovii) Pau-d'arco-amarelo (Tabebuia serratifolia) Orquídea (Epidendrum ciliare) Amor-entrelaçado (Antigonon leptopus) Orquídea (Catasetum macrocarpum) Palma-doce (Nopalea cochenillifera) Palmeira-catolé (Syagrus cearensis) Cajazeira (Spondias mombin) Palméira-babaçu (Attalea speciosa) Picão-de-padre (Cosmos caudatus) Capim-pé-de-galinha (Eleusine indica) Orelha-de-onça (Tibouchina heteromalla) Animais Gambá-de-orelha-branca (Didelphis albiventris) Calango-de-pedra (Tropidurus semitaeniatus) Enyalius bibronii Calango-cego (Polychrus marmoratus) Camoatim - Maribondo (Polybia scutellaris) Maribondo-de-chapéu (Apoica pallida) Iguana-verde (Iguana iguana) Pica-pau-verde-barrado (Colaptes melanochloros) Casaca-de-couro-da-lama (Furnarius figulus) Ariramba-de-cauda-ruiva (Galbula ruficauda) Papacum (Forpus xanthopterygius) Anu-branco (Guira guira) Falcão-peregrino (Falco peregrinus) Besourinho-de-bico-vermelho (Chlorositilbon lucidus) Surucuá-de-barriga-vermelha (Trogon curucui) Rolinha-picui (Columbina picui) Sabiá-barranco (Turdus leucomelas) Beija-flor-tesoura (Eupetomena macroura) Alma-de-gato (Piaya cayana) Bico-chato-amarelo (Tolmomyias flaviventris) Tuim-santo (Forpus passerinus) Socó-boi (Tigrisoma lineatum) Sainhaçu-de-ingazeiras (Tangara cyanocephala) Saí-azul (Dacnis cayana) Jacu (Penelope jacucaca) - AMEAÇADO DE EXTINÇÃO Gavião-carijó (Rupornis magnirostris) Fogo-apagou (Columbina squammata) Jaçanã (Jacana jacana) Urubu-de-cabeça-amarela (Cathartes burrovianus) A proteção das áreas de Mata Atlântica em Palmácia possibilitarão que as futuras gerações possam ter direito a um meio ambiente equilibrado, garantindo também a conservação do habitat de centenas de espécies, bem como a proteção de riachos, nascentes e a cachoeiras.
    244 de 300 Assinaturas
    Criado por Mateus Andrade
  • #SOS PRAIA DO SOL
    Toda flora e fauna serão afetadas, senão exterminadas. Como a avenida prevê aterramento com pedras sobre área de preamar e restinga, é possível que toda a faixa de areia seja eliminada e a praia não tenha mais área para banhistas. As residencias da praia serão radicalmente desvalorizadas, o comércio terá uma redução significativa do movimento, levando a praia do sol a se tornar um mero bairro sem possibilidade nenhuma de balneabilidade e, com isso, sem o turismo que movimenta a economia da região. Existem alternativas e precisamos que a prefeitura discuta com os moradores e turistas este projeto.
    288 de 300 Assinaturas
    Criado por Maikon Birnfeld
  • Salvar a APA de Campinas
    Preservação do meio ambiente da fauna e da flora local, além de impedir o crescimento desordenado na região
    40 de 100 Assinaturas
    Criado por Sandra Venancio Picture
  • Mata atlântica viva
    Há anos nossas florestas vem sofrendo com o desmatamento tanto de grandes corporações quanto de pessoas que são vítimas do descaso gerado pelo estado, não tendo seu direito a uma moradia justa acabam invadindo um patrimônio de grande valor para nós e para as futuras gerações, dentro da cidade de São Paulo uma das maiores cidades do mundo temos uma potencia de mata incrível, a serra da cantareira localizada na zona norte de São Paulo tem bioma mata atlântica um dos biomas mais ricos do mundo só aves temos mais de 300 nesse pequeno fragmento de mata, tendo visto sua potencialidade é de grande importância mantela de pé.
    63 de 100 Assinaturas
    Criado por Jonatas Ramos
  • VELHO CHICO VIVE
    Os órgãos envolvidos desconsideram a crise que vivemos na bacia em função da baixa vazão do rio, que afeta todas as regiões, na qual as vazões ecológicas das barragens que já existem tiveram seus limites alterados para baixo - não há água suficiente nem mesmo para produzir a energia projetada nas UHEs localizadas na região sub média e baixa da bacia. É importante reiterar que a usina coloca em risco a sobrevivência de inúmeras comunidades tradicionais que vivem não só na região, mas em toda a bacia, como povos indígenas, comunidades quilombolas, pescadoras, vazanteiras e pequenos agricultores É importante preservar o Rio São Francisco tão prejudicado pelas intervenções humanas.
    26 de 100 Assinaturas
    Criado por Coletivo Velho Chico Vive
  • Salve as abelhas!
    Por meio da polinização, as abelhas promovem o seu maior impacto na biodiversidade e na produção dos alimentos: 35% das lavouras e 94% das plantas silvestres dependem dessa atividade. Sem a polinização teríamos uma alteração de todo o ecossistema e de todo o clima do planeta. Com a extinção das abelhas teríamos apenas mais 4 anos de existência. #salveasabelhas
    27 de 100 Assinaturas
    Criado por Lizandra Lima Picture