• Salve o Rio das Velhas
    Nascentes, olhos d'água, riachos, árvores, animais, e o próprio rio, clamam por ajuda na região.
    16 de 100 Assinaturas
    Criado por Fabrício Lino Picture
  • Preservação da Àrea Verde da Serra de Santa Helena Sete Lagoas MG
    Pois bem, toda área de preservação, tem como base de dados e fundamentos legais que regem as leis de uso e ocupação do solo, na qual o mínimo de 5 m do limite da extensão urbana para que não evadam a área verde. Porém, deva ser por fins lucrativos a população está sofrendo com tal feito, basta verificar por imagens em satélite, estão aceitando o desmatamento para construção da malha urbana, com qual fundamento? Qual finalidade vai ajudar desmatando área de preservação? Os animais estão ficando sem sua moradia natural, a população sofrendo com um todo, pois a cada árvore desmatada, deva se plantar no mínimo 10 unidades similares ou equivalentes, e no entanto não está ocorrendo assim. Salve o verde, salve a força da natureza, eles não vão nos calar. Não tenho poder nenhum perante os governantes, mas eu me ponho a total disponibilidade para ajudar a acabar com a falta de conscientização. #Chega
    34 de 100 Assinaturas
    Criado por Davidson Lucas Mendes Saoares Picture
  • Lago de Palmas águas douradas do Tocantins
    É importante manter o meio AMBIENTE livre de poluição em nosso ar e água , para preservar o ecossistema de nossa região.
    72 de 100 Assinaturas
    Criado por Elizabete Gomes Ferreira Gomes Ferreira
  • NÃO AO LIXO NA RUA
    Existem muitos outros problemas, mas vamos falar sobre enchentes. Especificamente nos rios, a enchente ocorre porque o lixo causa o assoreamento. Neste processo ocorre o acúmulo de lixo, entulho e outros detritos no fundo dos rios. Com isso, o rio passa a suportar cada vez menos água, provocando enchentes em épocas de grande quantidade de chuvas .O problema de entupir boeiro é só mais um dos problemas que agravam as enchentes.
    44 de 100 Assinaturas
    Criado por Micheli Doria Picture
  • Pelo fim dos canudos em Goiás!!
    Uma pesquisa feita por organizações ambientais, mostra que o plástico constituiu 90% do lixo flutuantes dos oceanos, e que os canudos estão no topo dessa cadeia. Por não ser um produto biodegradável, pode levar até mil anos para se decompor no meio ambiente! E não adianta usar o canudinho de plástico, jogar na lixeira e achar que está tudo bem. Mesmo se descartado corretamente, e levado a aterros legalizados, o canudinho pode escapar pela ação do vento (principalmente por ser leve) e ser carregado pela chuva para mares e rios, impactando toda a fauna aquática. Agora vou lhes mostrar 7 motivos para acabarmos com o uso desse utensílio: 1. A quantidade de plástico jogado fora a cada ano é suficiente para dar a volta ao mundo quatro vezes. 2. Cerca de 1.000.000 de aves marinhas e 100.000 mamíferos marinhos morrem anualmente por conta da poluição de plástico nos mares. 3. Alguns compostos encontrados no plástico foram acusados de alterar nossos hormônios. 4. 88% da superfície dos oceanos do mundo está contaminada com lixo plástico. 5. Só em Los Angeles, 10 toneladas de plástico são levados ao Oceano Pacífico por dia. 6. Hoje em dia só reciclamos 5% do plástico que usamos. 7. Praticamente todo o plástico já produzido no mundo ainda existe de alguma forma (com exceção de uma pequena parte que foi incinerada).
    44 de 100 Assinaturas
    Criado por mateus andré gonçalves rodrigues
  • Venda de pássaros
    Pela crueldade em si de aprisionamento de aves em gaiolas minúsculas e pelo fomento deste tipo de atividade criminosa.
    28 de 100 Assinaturas
    Criado por Ivair Coutinho Picture
  • SALVEM OS OCEANOS E A VIDA!
    Segundo a ONU ( Organização das Nações Unidas) até 2050 poderemos ter mais plástico que peixes no oceano. “Para acabar com a poluição plástica precisamos repensar como desenhamos, produzimos e usamos os produtos plásticos. Parte do problema é o comportamento do consumidor em consumir desnecessariamente produtos plásticos descartáveis e fazer descarte incorreto”. Essa causa serve para preservar a vida e a biodiversidade. Os métodos existem, no entanto, faltam iniciativas de pessoas, empresas e gorvernos. Compartilhem para a conscientização.
    72 de 100 Assinaturas
    Criado por Laura B
  • SOS Floresta do Camboatá - Diga Não Ao Autódromo no Rio de Janeiro
    Precisamos da ajuda de todos que amam a natureza, pois não queremos autódromo nessa região de Deodoro, vim hoje aqui para lhe pedir uma grande ajuda, eu e meu grupo ecológico, mais outras pessoas de outros grupos, estamos completamente envolvidos a favor de uma floresta que representa muito para nós. E como existem outras áreas do exército próxima a Deodoro mesmo que já foram degradadas anteriormente, desde o PAN AMERICANO em 2008 que pode ser utilizadas para a construção do autódromo e que não ira causar tanto impacto. Nós, humanos e os animais, já estamos sendo muito atingidos com a poluição do ar, poluição sonora e com a alteração do clima, onde nota-se nitidamente a elevação da temperatura causada pelo desmatamento.A FLORESTA DE CAMBOATÁ EM DEODORO é o último lugar de MATA ATLÂNTICA DE ÁREAS PLANAS do Município do Rio de Janeiro com nascentes e áreas úmidas onde no período de cheias ressurgem os peixes rivulídeos, conhecidos como peixes das nuvens, porque reaparecem com as chuvas. Trata-se de uma região ÚNICA COM UM ECO-SISTEMA equilibrado e que MORRERÁ se sofrer as intervenções necessárias para se instalar ali o autódromo. Por isso, por ser ÚNICO, este paraíso ecológico, pedra preciosa, tesouro ambiental precisa ser PRESERVADO. Quem afirma isso é uma equipe de pesquisadores do Instituto Jardim Botânico que conhecem bem o local porque desde a década de 80 iam para lá desenvolver pesquisas e coletar sementes de espécies nativas raras de MATA ATLÂNTICA para enriquecer a diversidade ambiental do próprio Jardim Botânico com PLANTAS RARAS DE MATA ATLÂNTICA COM AMEAÇA DE EXTINÇÃO.
    275 de 300 Assinaturas
    Criado por Ana Sonegheti Picture
  • Limpeza do Rio Capibaribe
    Tendo em vista a importância histórica, cultural e ambiental do Rio Capibaribe, que tem uma bela diversidade em sua composição. Um rio que costumava ser admirado, hoje está podre, cheirando mal e morrendo aos poucos. Segundo o IBGE, o Rio Capibaribe se encontra na 7ª posição, no ranking dos 10 rios mais poluídos do Brasil. Essa é a imagem que deixaremos para as próximas gerações? Que falhamos e estamos passando a bola? Podemos mais, junto podemos deixar o velho Capibaribe novo, de novo.
    28 de 100 Assinaturas
    Criado por Carol Marinho
  • Vamos parar morte de abelhas na Post da Física da UNICAMP
    É evidente: "Se as abelhas desaparecerem da face da terra, a humanidade terá apenas mais quatro anos de existência. Sem abelhas não há polinização, não há reprodução da flora, sem flora não há animais, sem animais não haverá raça humana."
    33 de 100 Assinaturas
    Criado por Rikky Cuba Picture
  • Sem água seremos pó
    Nos últimos anos a cidade tem enfrentado uma forte seca agravada por explorações dos recursos naturais de maneira desenfreada, como a derrubada do cerrado para a produção de carvão é consequetemente a criação de pastos para criação de gado ou para a produção de madeira utilizando monocultura. Essa exploração excessiva tem esgotado nossos recursos naturais é tem forte impacto sobre nossas nascentes, o que provoca a falta d'água. Podemos reverter essa situação com a criação de uma política pública de desenvolvimento que não tenha tantos impactos negativos sobre o meio ambiente como o uso da agroecologia, que fovorece o pequeno agricultor é produz alimentos para a população. A união da povo é de fundamental importância nesse momento. Por isso divulgue essa petição, para mostrar para os nossos administradores que estamos atentos as mudanças sofridas no município é que não vamos nos calar. SEM ÁGUA SERAMOS PÓ
    75 de 100 Assinaturas
    Criado por Gerle Adriano M. Santana Picture
  • Salvem Paranapiacaba
    Um projeto de construção de um centro logístico em Paranapiacaba, no município de Santo André, na região do ABC, tem sido alvo de protestos de ambientalistas e parte da população local. A obra pode desmatar até 300 mil metros quadrados de área verde, incluindo mananciais da represa Billings. Segundo a empresa, quando a obra estiver completada, a área ocupada será de 920 mil m². Pelo menos um terço do local terá de ser desmatado, o equivalente a 45 campos de futebol. Fonte: G1
    29 de 100 Assinaturas
    Criado por Wilson Rocha