• Rodovia da Liberdade NÃO!
    A construção da Rodovia da Liberdade irá impactar de forma direta não apenas toda a UFRA, mas também a fauna e flora atualmente preservados dentro da universidade. Os problemas vão desde afugentamento de fauna, fragmentação de hábitat, atropelamento de animais silvestres, até o desmatamento de grandes áreas de floresta nativa. O empreendimento também terá impactos ambientais na Área der Preservação Ambiental (APA) de Belém (a qual foi criada para proteger os corpos d'água que abastecem a cidade) e o Parque Estadual do Utinga, grande ponto turístico e de conservação de espécies animais e vegetais. Outro grande problema da Rodovia da Liberdade é a exposição do Quilombo do Abacatal, outras comunidades e terras do entorno da obra a invasão de terras, especulação imobiliária e o crescimento urbano desordenado. Por isso é necessário pressionar os responsáveis para que seja evitada tanta degradação ambiental e impactos sociais.
    2.156 de 3.000 Assinaturas
    Criado por Rodovia Liberdade NÃO
  • PELA REABERTURA IMEDIATA E URGENTE DA SEDE DO ICMBio NA RESERVA BIOLÓGICA DO TINGUÁ!
    A Reserva Biológica do Tinguá nasceu a partir das lutas da sociedade civil em Nova Iguaçu e na Baixada Fluminense, em razão da necessidade inadiável da preservação de seus recursos hídricos e da riqueza de sua biodiversidade endêmica de flora e fauna, apontada em estudos e pesquisas científicas. Prova disso foi a descoberta, em 1965, do menor anfíbio do mundo (o "Sapo-pulga") pelo professor e pesquisador Eugênio Izecksohn, da UFRRJ (Universidade Federal Rural do RJ). A Reserva Biológica do Tinguá, portanto, ficou marcada como a única Unidade de Conservação Ambiental existente no país cuja criação ocorreu "de baixo para cima", a partir da vontade da população e de seus movimentos sociais organizados. Inclusive, a Rebio-Tinguá constitui-se numa das Unidades de Conservação Federal do país mais afetadas por empreendimentos de infra-estrutura que invadem seu território, como as linhas de transmissão de energia de Furnas Centrais Elétricas, três faixas de dutos (duas de óleo e uma de gás) da Petrobras, que cortam o subsolo da floresta e que representam iminente risco de incêndios florestais e de poluição de seus lençóis freáticos subterrâneos, em caso da ocorrência de vazamento de óleo de seus dutos. Há também no interior da Rebio-Tinguá 12 represas de captação de água administradas pela CEDAE (empresa estatal do governo do estado do RJ). Quase 80% por cento do abastecimento público de água da Baixada Fluminense dependem da Reserva Biológica do Tinguá, onde foram instalados, desde a época do Império, diversos aquedutos e represas de captação, até hoje cumprindo importante função social como bacia hidrográfica auxiliar ao Rio Guandu, que também recebe as águas do Rio Paraíba do Sul. Todas as empresas citadas acima (Furnas, Petrobras e CEDAE) fazem uso do território da Reserva do Tinguá (espaço aéreo e subsolo) e não repassam um centavo sequer para fins de compensação ambiental em favor de sua preservação, tendo em vista a riqueza e a fragilidade de sua biodiversidade, com muitas espécies de flora e fauna ameaçadas de extinção e diversas outras ainda desconhecidas pela Ciência. Um completo absurdo e um verdadeiro descaso! Há também um aterro sanitário funcionando numa área do entorno da referida Unidade de Conservação, no bairro iguaçuano de Adrianópolis (zona de amortecimento da Rebio-Tinguá), além da proximidade com a REDUC - Refinaria Duque de Caxias. Tais fatores, associados ao efeito de borda e à crescente urbanização no entorno, resultam em distúrbios ecológicos causadores da perda da rica biodiversidade na região. Para demonstrar a importância e grandeza daquela região, a UNESCO (órgão das Nações Unidas) classificou, em 1993, a Reserva Biológica do Tinguá como Patrimônio Natural da Humanidade, na categoria de Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, em razão do potencial de seus recursos hídricos e de sua biodiversidade de flora e fauna. PELA REABERTURA IMEDIATA E URGENTE DA SEDE DO INSTITUTO CHICO MENDES NA REGIÃO DA RESERVA BIOLÓGICA DO TINGUÁ!
    106 de 200 Assinaturas
    Criado por Ricardo Portugal
  • SALVE LAGO TUCURUÍ
    A mineração na Área de Preservação Ambiental Lago de Tucuruí afeta diretamente 7 municípios - Tucuruí, Breu Branco, Goianésia do Pará, Jacundá, Nova Repartimento e Itupiranga, envolvendo comunidades tradicionais (indígenas, ribeirinhas, etc.). Além de afetar diretamente a flora e a fauna amazônica presente neste ambiente e a contaminação de corpos hídricos. É importante manter a preservação da APA, caso o PL270/2019 seja aprovado, trará impactos tanto socioambientais quanto econômicos.
    59 de 100 Assinaturas
    Criado por APA Lago Tucuruí
  • Heal the world - APA 8 VERDE PB - CURE O MUNDO, PROTEJA O MEIO AMBIENTE
    Para a redução de emissões de carbono no planeta e para a geração de oxigênio nas regiões cultivadas, bem como para o equilíbrio climático local.
    4 de 100 Assinaturas
    Criado por Ricardo Moisés Bezerra de Lima Lima
  • Diga não ao Desmatamento em Mussurunga II
    A mata e os animais estão sendo dizimados. Os moradores gritam por Socorro! Pedem a tomada de providências das autoridades.
    1.157 de 2.000 Assinaturas
    Criado por Abprev Brasil
  • Recicle a alma !!!
    Por todos os pontos que pontuei acima, mas sobretudo por seu caráter extremamente urgencial.
    6 de 100 Assinaturas
    Criado por Charlles Dias Carvalho
  • Demarcação de Área de Surf na Praia de Santa Terezinha Imbé/RS
    O objetivo desse abaixo-assinado é mobilizar o Município responsável pelo balneário da praia de Santa Terezinha do Litoral Norte na delimitação de área de surf entre guarita 112 a 116, bem como área de lazer e limitação de esportes aquáticos.
    227 de 300 Assinaturas
    Criado por Moisés Oliveira Forgearini
  • Salve a água e os peixes do Rio Moju
    Para salva os peixes e a água do Rio Moju E parar a exploração de seixo ilegal no alto rio.
    4 de 100 Assinaturas
    Criado por Arlete Costa morais
  • DEGRADAÇÃO DO ARROIO BARNABÉ
    O arroio Barnabé se localiza no Município de Gravataí. O município de Gravataí apresenta um relevo inclinado em direção ao leito do rio Gravataí, escoamento significativos até as áreas mais planas, formadoras da planície de inundação natural. A sub-bacia hidrográfica do arroio Barnabé compõe a margem direita do baixo trecho da Bacia Hidrográfica do Rio Gravataí Essa Bacia, que possui uma área aproximadamente de 2. 020 km². Integra os municípios de Santo Antônio da Patrulha, Glorinha, Gravataí, Cachoeirinha, Canoas, Porto Alegre, Alvorada e Viamão, apresentando relevante importância social, econômica, cultural, e ambiental no Estado. O rio Gravataí é um rio de planície, cujas cotas altimétricas não são superiores a 20 m. Apresenta grande variabilidade, tanto na largura, entre 8 e 20m, quanto na profundidade, tem baixa velocidade de fluxo, pouca capacidade de diluição dos poluentes e baixa depuração das cargas poluidoras.
    3 de 100 Assinaturas
    Criado por Oliveira Ferragens
  • Transporte Municipal De Ilha Comprida
    É importante ressaltar que o descaso com quem necessita do transporte público vem desde o ano de 2020, hoje em março de 2021 mesmo em meio a pandemia a vida funciona com poucas restrições, recebe turistas e o comércio está a todo vapor, enquanto os munícipes estão sendo lesados com a falta de horários adequados à necessidade dos usuários.
    6 de 100 Assinaturas
    Criado por Claudineia Soares
  • DIGA NÃO AOS PRÉDIOS DE 7 ANDARES NA ILHA COMPRIDA (ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL)
    Garantir a participação da população e dos aspectos legais na construção do planejamento urbano do município e garantir a preservação de um importante ecossistema e toda sua biodiversidade.
    4.099 de 5.000 Assinaturas
    Criado por Rogerio Revitti
  • Lixo na rua não.
    Em pleno século XXI onde deveria estar mais avançado o processo de coleta e descarte, essa empresa quer dificultar o que já é problemático. Isso vai gerar mais degradação ambiental, quando chover irá agravar as enchentes, acúmulo de dejetos, foco de insetos, ratos, mau cheiro.
    5 de 100 Assinaturas
    Criado por Leandro Santos Machado