Para: Antonio Aparecido da Silva, Presidente da Câmara Municipal de São João da Boa Vista

Queremos um Sistema Cicloviário em São João da Boa Vista!

Queremos um Sistema Cicloviário em São João da Boa Vista!

Segundo o Departamento Estadual de Transito de São Paulo (Detran – SP), São João da Boa Vista atingiu 73.847 veículos em dezembro de 2019 e ainda não possui um plano de mobilidade. Além disso, o município possui poucas ciclovias/ciclofaixas em funcionamento.
A implementação de um sistema cicloviário e políticas de fomento para meios de transportes alternativos aos motorizados podem ser a chave para o desenvolvimento sustentável e melhoria na mobilidade.
O grupo de voluntários do Leste Paulista protocolou na Câmara Municipal de São João da Boa Vista uma sugestão legislativa que dispõe sobre a criação de um Sistema Cicloviário para o município.
A coleta de assinaturas servirá como ferramenta de pressão popular, manifestando o desejo da população na criação do sistema.

Por que isso é importante?

Políticas públicas de incentivo ao uso de transportes ativos podem trazer uma série de benefícios, como:
Segurança: Com um sistema cicloviário, os ciclistas terão mais segurança durante seu deslocamento. Os modos ativos de transporte são frágeis quando comparados, em velocidade e tamanho, aos veículos motorizados; a utilização de um espaço delimitado para o modo diminui os riscos de acidentes para pessoas que utilizam meios de transportes ativos.
Benefício ao comércio: Os ciclistas que passarem pelos comércios serão clientes em potencial, afinal, com baixa velocidade e sem exigência de grande espaço de estacionamento, a chance de entrar para conhecer um serviço ou um produto é maior.
Saúde pública: Ao utilizar meios de transportes ativos, o cidadão abandona o sedentarismo, diminuindo riscos de problemas de saúde decorrentes dele. A realização de atividade física regular previne doenças cardíacas e AVCs, hipertensão, ajuda a controlar o diabetes, aumenta a resistência aeróbica e reduz a obesidade. Contribui com a redução da poluição, já que os transportes ativos não poluem, o que resulta na diminuição de doenças respiratórias causadas pela poluição e nos gastos com dinheiro do sistema de saúde e da população com medicamentos para tratar estas doenças. Isto é, utilizar de modos ativos de transporte significa melhora na qualidade de vida.
Benefício a cidade: Bicicletas e outros modos ativos não poluem, ou seja, com a redução de transportes motores e aumento de outros meios de transporte, o ar ficará menos poluído e consequentemente, a qualidade do ar será melhor, afetando direto e positivamente o meio ambiente. Além disso, a bicicleta é um veículo silencioso, o aumento significativo de seu uso e a redução de veículos motorizados contribuirá para redução da poluição sonora da cidade.
Menor custo: Vias para bicicletas tem um custo muito menor que as vias para veículos motorizados, tanto para sua construção, quanto para sua manutenção.
Prioridade: Uma das diretrizes da Política Nacional de Mobilidade Urbana, que tem força de Lei Federal (Lei N°12.587/2012), coloca a bicicleta como prioridade sobre os outros veículos motorizados, onde lê-se: “prioridade dos modos de transportes não motorizados sobre os motorizados”, enquanto outra trata da utilização das vias públicas, onde diz “dedicação de espaço exclusivo nas vias públicas para os serviços de transporte público coletivo e de modos de transporte não motorizados”.

São João da Boa Vista - SP, Brasil

Maps © Stamen; Data © OSM and contributors, ODbL